Guia de Profissões

Cursos de Qualificação Profissional

Em função da pequena oferta de mão-de-obra qualificada no setor de petróleo e gás, cresce a cada dia o número de cursos de qualificação profissional que normalmente tem uma carga horária menor que os cursos superiores e técnicos. Os cursos de qualificação são de curta duração na sua maioria, mas fundamentais em muitas áreas do setor produtivo do país, e principalmente, no setor de petróleo e gás

São cursos de grande importância para um setor carente de mão-de-obra especializada, e bastante acessível, até no preço. Na cadeia produtiva do petróleo e gás natural esses também são considerados importantes e quando são de boa qualidade eles podem representar uma vantagem competitiva para os candidatos. Abaixo apresentamos no Guia da Sanpetro, algumas profissões do setor de petróleo e gás natural.

  • Assistente de Pessoal Embarcado

    As plataformas são responsáveis pela operação de vários campos de petróleo e gás dentro e fora do país. As plataformas estão superpovoando as águas brasileiras e gerando emprego a milhares de pessoas, esse fato acontece em razão do grande potencial offshore no país. Ao longo dos anos as atividades ligadas ao petróleo têm se revelado grandes oportunidades para homens e mulheres.

    As atividades nas plataformas de petróleo ganham importância em nosso país em função de sua importância na cadeia produtiva do petróleo e gás e na capacidade de criar postos de trabalhos.

    Viver bem numa plataforma de petróleo e gás pressupõe que todos que trabalham em uma sonda de petróleo vão encontrar pela frente alguns obstáculos, em função de suas características absolutamente peculiares. Entretanto, nenhum desses obstáculos não possa ser superado. Até o primeiro embarque tudo não passa de conjecturas e curiosidades, mas logo depois dos primeiros dias embarcados tudo começa a parecer normal. Dar assistência a todos desde o mais novo e os mais experientes , é um trabalho importante.

    Principais atividades do profissional

    - Executar trabalhos de apoio às equipes embarcadas, envolvendo controles de movimentações de equipes e tripulação, embarques, desembarques, licenças, folgas, férias, convocações e localização de pessoal, orientação quanto aos procedimentos internos e legais, os benefícios, assistência social e comunicação, suporte aos trabalhos provenientes da área de Recursos Humanos, recrutamento, seleção e treinamento, visando à manutenção e ao controle do pessoal, no ambiente offshore.

    Conhecimento e habilidades

    - Ensino Médio completo;

    - Conhecimentos básicos dos parâmetros sindicais e legais para orientar o pessoal offshore;

    - Idioma estrangeiro: Inglês (básico);

    - Noções de Administração de Pessoal;

    - Informática (usuário);

    - Conhecimento das principais equipamentos de uma plataforma os navio-sonda.

    Onde atuar: Em plataformas de petróleo e gás offshore, bem como Navios-sonda e FPSO, etc.

    Média salarial: R$ 1.200,00 á 2.200,00


  • Almoxarife offshore

    Principais Atividades

    Executar, a bordo de embarcações, trabalhos de almoxarifado, de forma a atender, em tempo hábil, à demanda da unidade de trabalho, envolvendo: recebimento;

    - estocagem;

    - registro de materiais;

    - controle dos estoques;

    - distribuição de materiais permanentes ou de consumo, administrativos e operacionais.

    Pré-requisitos

    - Ensino Médio completo, preferencialmente;

    - Curso de logística ou Auxiliar de logística offshore;

    - Conhecimentos de Q.S.M.S;

    - Informática (usuário).

    Média salarial: R$ 1.200,00 á 1.900,00

    Onde atuar: refinarias, plataformas, empresas de apoio, nos setores de logísticas, suprimentos, almoxarifados, transporte e estoques em geral.


  • Operador de refinaria

    Uma refinaria é tipo de instalação industrial destinada a manufatura de produtos acabados a partir de petróleo, óleos inacabados, líquidos de gás natural, outros hidrocarbonetos e álcool. Na cadeia produtiva do petróleo e gás as refinarias ocupam um papel tão importante, quanto os elos dessa cadeia. No Brasil, um dos grandes desafios para a indústria do petróleo é o processamento do óleo cru, e transformado em produtos que têm um valor agregado muito maior que o petróleo ainda não processado.

    O Brasil tem várias refinarias e o estado de São Paulo se destaca por receber as maiores absorvendo muita mão-de-obra qualificada. No Estado do Rio de Janeiro está sendo construído o COMPERJ, um Complexo Petroquímico, que segundo a Petrobrás é o maior investimento de sua história e vai gerar mais de 221 mil empregos diretos e indiretos.

    A tabela a seguir aponta as refinarias mais importantes da Petrobrás:

    01. RLAM – Refinaria Landulpho Alves (Mataripe, Bahia)

    02. RPBC – Refinaria Presidente Bernardes (Cubatão, São Paulo)

    03. REDUC – Refinaria Duque de Caxias (Campos Elíseos, Rio de Janeiro)

    04. REGAP – Refinaria Gabriel Passos (Betim, Minas Gerais)

    05. REFAP – Refinaria Alberto Pasqualini (Canoas, Rio Grande do Sul

    06. REPLAN – Refinaria de Paulínia (Paulínia, São Paulo)

    07. REMAN – Refinaria de Manaus (Manaus, Amazonas)

    08. RECAP – Refinaria de Capuava – (Mauá, São Paulo)

    09. REPAR – Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Araucária, Paraná)

    10. REVAP – Refinaria Henrique Lage (São José dos Campos São Paulo)

    11. ASFOR – Fábrica de Asfalto de Fortaleza (Fortaleza, Ceará)

    12. COMPERJ – Complexo petroquímico em Itaboraí - (Rio de Janeiro em fase de construção)

    Pré-requisitos

    O profissional que vai trabalhar nas refinarias e unidades petroquimicas precisar ter os seguintes conhecimentos:

    - Básicos em processamentos e refino;

    - Derivados em geral e principais características;

    - Principais processos de refino;

    - QSMS;

    - Básicos em craqueamento;

    - Básicos em destilação atmosférica;

    - Básicos em destilação fracionada.

    Onde atuar: refinarias, e petroquímicas em geral, nas atividades de apoio e de manipulação de material, equipamentos e derivados em geral

    Média salarial: 1.200,00 á 2.800,00


  • Plataformista

    Diante da tamanha variedade de ferramentas e equipamentos os profissionais que trabalham em plataformas devem sempre manter atualizados. A procura pela qualificação tem sido grande e feroz tendo em vista a grande necessidade de novos empregados para os novos poços descobertos. Na área de Petróleo costumamos dizer que “Informação é poder”, todos os recursos que uma pessoa puder investir em conhecimentos que venha abranger a área serão bem aproveitados e remunerados.

    Algumas atribuições do Plataformista

    Passagem do Serviço: Informar ao parceiro substituto, tudo o que estiver ocorrendo na operação que realizada naquele momento, alertando o companheiro para os cuidados e riscos envolvidos, assim como condições das ferramentas e equipamentos usados na operação;

    Área: Auxiliar o sondador na medição dos tubos e comandos; gabaritar tubos; fazer amarrações com slingas das peças que serão içados para o deck de perfuração. Auxiliar na medição, e retirar os protetores internos dos tubos de revestimento.

    Sala de Bombas: Participa como ajudante ou auxiliar do torrista, nos trabalhos de reparo, manutenção ou substituição de peças e acessórios da bomba de lama. Auxilia o torrista nas manobras de fluxo de lama (abertura ou fechamento de válvulas), no manifold da sala de bombas.

    Deck de Perfuração: Assim como faz parte do grupo que realiza as operações da sonda, composto pelo (Sondador, Torrista e Plataformista), o mesmo tem participação direta, em todas as atividades desenvolvidas no deck de perfuração.

    Manobra – Antes: Inspecionar cabos de segurança das chaves flutuantes; observar condições dos cabos do cat head e substituí-lo se necessário; inspecionar cabo do ezy torq; manter afastado da mesa rotativa peças que possam cair no poço; substituir mordentes danificados das chaves flutuantes e da cunha; instalar borracha no elevador para facilitar ao torrista; travar catarina na posição adequada para o torrista; colocar haste quadrada na bainha do kelly. Posicionar In Side BOP em local de fácil acesso; fazer a manobra para abastecimento do poço; e acoplar o freio auxiliar do guincho de perfuração.

    Atua também nas seguintes atividades:

    Manobra – durante: perfuração peneira de lama; descida de revestimento – antes descida de revestimento – durante cimentação- descida de revestimento – depois torre subestrutura. Movimentação da sonda subestrutura – instalação do BOP área do BOP - cabeça dos Poços subestrutura – descida do BOP Submarino sondas Flutuantes - área do BOP – moon pool e tanques de lama.

    Pré-requisitos

    - Ensino Fundamental completo;

    - Experiência, como auxiliar de plataformista ou homem de área;

    - CBSP (Salvatagem + Huet);

    - Curso de Auxiliar de Plataformista;

    - Conhecimentos de Q.S.M.S.

    Onde atuar: Em todos os tipos de plataformas de perfuração ou produção de petróleo e gás offshore, bem como Navios-sonda e FPSO, etc.

    Média salarial: 2.000,00 á 3.200,00


  • Auxilar de Plataformista

    Mais de 90% da produção de petróleo e gás no Brasil vem das atividades offshore, e agora com o desafio da Camada do Pré-Sal, a tendência é aumentar esse percentual. Uma das profissões mais abundantes, nas plataformas e navios de perfuração e produção de petróleo e gás natural.

    Principais atividades:

    - Auxiliar nas manobras de lançamento e retirada dos sinos de mergulho;

    - Executar, sob supervisão, serviços auxiliares aos trabalhos técnicos, envolvendo a arrumação e conservação dos materiais e equipamentos de bordo, a movimentação das cargas e equipamentos no convés e outros trabalhos manuais exigidos nas operações oceanográficas;

    - Executar, sob supervisão, serviços auxiliares aos profissionais de bordo, ajudando na montagem, desmontagem, troca de peças, exame e testes dos equipamentos, limpando conservando e guardando ferramentas, aparelhos eutensílios;

    - Colaborar com os técnicos nos seus trabalhos de mar, ajudando-os na preparação das perfilagens oceanográficas, na montagem dos massames, napreparação e lançamento das linhas de fundeio, na localização de flutuadores de dispersão e derivados de outros serviços manuais requeridos nas operações e análises oceanográficas;

    - Executar serviços manuais necessários às operações de lançamento ao mar dos equipamentos oceanográficos, mediante orientação, passando cabos de aço, conectando acessórios e equipamentos, acionando sistema de pórtico, para possibilitar a movimentação e o posicionamento dos equipamentos;

    - Executar, sob supervisão, as retiradas dos equipamentos do mar, seguindo os mesmos procedimentos manuais do lançamento, efetuando limpezas e lubrificações necessárias;

    - Arrumar containers, acondicionando de forma adequada os materiais de consumo, componentes, ferramentas, equipamentos, aparelhos e outro apetrechos oceanográficos;

    - Efetuar serviços de pintura em superfície metálicas, descascando, batendo ferrugens, lixando, aplicando protetores anti-corrosivos;

    - Executar carga e descarga de equipamentos, materiais, gêneros alimentícios etc., nas plataformas e “supply boats”;

    - Auxiliar na atracação e desatracação de rebocadores e dos “supply boats”;

    - Auxiliar nos serviços de solda, montagem e desmontagem de equipamentos da plataforma verificando existência de vazamentos e comunicando as irregularidades ao superior imediato;

    - Executar pequenos trabalhos de pintura e manutenção preventiva e corretiva nas áreas pertinentes ao setor de mergulho;

    Pré-requisitos

    - Ensino Fundamental completo;

    - Treinamento nas atividades operacionais desenvolvidas;

    - CBSP (Salvatagem + Huet);

    - Curso de Auxiliar de Plataformista;

    - Conhecimentos de Q.S.M.S.

    Onde atuar: Plataformas de produção ou de exploração, marítimas (offshore) ou em terra (Onshore). Em atividades offshore os profissionais atuam em geral em regime de embarque 14 dias embaraçados X 14 de folga

    Média salarial: R$ 1.800,00 á 2.500,00.


  • Homem de área

    Trabalham em empresas de prospecção e extração de minerais líquidos e gasosos como petróleo, gás e água. São empregados assalariados e trabalham sob supervisão permanente. As atividades podem ocorrer ambientes a céu aberto, ambientes confinados e em grandes alturas, com exposição a materiais em tóxicos, radiação e altas temperaturas. Em algumas situações estão expostos a peso excessivo, vibrações e esforço repetitivo. A forma de organização do trabalho predominante é em equipe e com supervisão ocasional.

    Principais atividades:

    - Executar serviços de conservação e limpeza das dependências e instalações das plataformas;

    - Atuar nas atividades de apoio a logística da plataforma;

    - Atuar nas atividades de apoio a outras atividades

    - Executar, eventualmente, serviços de limpeza e conservação de equipamentos, em galpões ou áreas portuárias utilizadas.

    Pré-requisitos

    - Ensino Fundamental completo;

    - CBSP (Salvatagem + Huet);

    - Curso de Auxiliar de Plataformista;

    - Conhecimentos de Q.S.M.S

    Onde atuar: Plataformas de produção ou de exploração, marítimas (offshore) ou em terra (Onshore) Os profissionais atuam em geral em regime de embarque 14 dias embaraçados X 14 de folga

    Média salarial: R$ 1.600,00 á 1.900,00


  • Profissionais de QSMS

    Principais conhecimentos

    Precisam ter conhecimentos sobre os principais equipamentos, as melhores práticas envolvendo os cuidados e procedimentos operacionais, visando preservar a saúde e segurança dos trabalhadores, a conservação da instalação, dos equipamentos e suas condições operacionais. Auxilia os técnicos de segurança do trabalho em muitas atividades.

    Pré-requisitos

    - Mínimo ensino Fundamental completo ;

    - CBSP (Salvatagem + Huet para aqueles que vão trabalhar embarcados);

    - Curso de Q.S.M.S;

    - Conhecimentos Normas Regulamentadoras.

    Onde atuar: empresas, hospitais, indústrias e no setor de petróleo e gás, nas áreas de segurança no trabalho e meio-ambiente.

    Média Salarial: R$ 900,00 á 2.200,00


  • MERGULHADOR (Raso e Profundo)

    Os mergulhadores em si, não temem o perigo e definitivamente são motivados pela própria profissão. Eles encaram altas profundidades para garantir o funcionamento dos poços de petróleo offshore. Com ajuda dos próprios colegas, ou por robôs, dezenas de mergulhadores todos os dias cumprem uma perigosa rotina de fazer reparos em dutos, plataformas navios a profundidades que podem chegar á 300 metros.

    As acomodação e o trabalho, não são os mais confortarias, normalmente ele trabalham confinados em um cilindro de compressão e descompressão de 2,5 metro e de 6 metros de comprimento os mergulhadores ficam até 28 dias, realizando trabalhos em águas profundas, com direito a companhia de baleias, tubarões, arraias gigantes e outros cetáceo, esse bravos trabalhadores desempenham bem o seu papel . As atividades dos mergulhadores são tão complexas e arriscadas, que para esses profissionais alcançarem 200 metros de profundidade. É preciso que eles passem por um processo de compressão dentro de uma câmara que dura até 18 horas e a descompressão chega a 18 horas.

    Atualmente, só na Bacia de Campos existem mais de 600 poços produtores de petróleo e 4.700 quilometro de dutos. Considerado o maior Complexo Petrolífero do mundo a Bacia tem mais de 145 poços que são atendidos mergulhadores, que recebem um salário que varia de acordo com sua experiência.

    Principais atividades

    - Executar serviços de vistoria, instalação, manutenção corretiva e preventiva, montagem, desmontagem, recuperação, corte, solda dos equipamentos subaquáticos de superfície (até 50 metros) e Saturados (até 350 metros);

    - Executar manobras de movimentação do sino, assim como a manutenção corretiva e preventiva dos equipamentos de mergulho.

    Conhecimentos/Habilidades

    1) Devido às atividades de mergulho raso (até 50 metros) serem diferentes das atividades de mergulho profundo (até 316 metros), torna-se necessário programa de qualificação diferenciado, assim como o tempo de experiência requerido para que o profissional desempenhe plenamente as atividades inerentes à função.

    2) De acordo com pesquisa realizada em 1998, entre as 8 principais empresas do setor, 71,76% dos profissionais de mergulho possuem mais de 34 anos e a profissão requer extrema aptidão física.

    3) Anteriormente à abertura do mercado de petróleo, a necessidade de contratação da referida mão-de-obra já era superior ao volume de profissionais qualificados no mercado. A Entidade de Classe responsável pela categoria vem tentando desenvolver parcerias com órgãos educacionais e de treinamento, objetivando a implementação de cursos profissionais para o atendimento às necessidades atuais e futuras.

    Pré-requisitos

    - Mínimo ensino Médio completo;

    - Especialização: Curso de Habilitação de Mergulhador Profissional, diferenciado em raso (até 50metros) e profundo (até 316 metros);

    - Conhecimentos específicos em instalações e manutenção submarina (abordagens em vistoria, manutenção, montagem e desmontagem, recuperação, corte, solda em instalações subaquáticas);

    - Desejável: Domínio de idioma estrangeiro, preferencialmente Inglês;

    - CBSP (Salvatagem + Huet para aqueles que vão trabalhar embarcados);

    - Curso de Q.S.M.S.

    Onde atuar: No apoio as plataformas de petróleo e gás, navios e empresas de mergulhos e engenharia marítima.

    Média Salarial: R$ 6.000,00 á 22.00,00


  • Pintor Especializado

    Em todas as plataformas, refinarias, estaleiros, fabricas e industria em geral, os pintores são profissionais indispensáveis, dada a necessidade de uma manutenção constantes de estruturas imensas. O mercado de trabalho está em alta principalmente para pintores especializados, e que tenha disponibilidade de trabalhar embarcados.

    Principais atividades

    - Executar tratamento superficial, preparando as superfícies de acordo com as especificações de engenharia;

    - Analisar os procedimentos de trabalho, para seleção adequada do equipamento a ser empregado;

    - Executar as operações previstas no procedimento de trabalho;

    - Jatear peças e superfícies em geral, preparando adequadamente a superfície, segundo padrões de rugosidade superficial, predefinidos para pintura;

    - Suprir o equipamento de jateamento de superfície, observando a pressão a ser mantida;

    - Operar lixadeira pneumática, utilizando discos de lixa, escovas de aço, para a remoção de corrosão em peças e prepará-las para o tratamento e pintura;

    - Preparar a seqüência dos banhos para peças, de acordo com as normas técnicas, checando as concentrações e temperaturas para cada banho.

    Conhecimentos/habilidades

    Ensino Fundamental completo;

    Especialização: Jateamento, tratamento de superfícies e pintura;

    Noções sobre níveis de desengraxamento, decapagem, temperaturas, trocas

    das águas de lavagem etc. Pré-requisitos

    - CBSP (Salvatagem + Huet para aqueles que vão trabalhar embarcados);

    Onde atuar: No apoio as plataformas de petróleo e gás, navios e empresas de mergulhos e engenharia marítima, e indústrias em geral.

    Média Salarial: R$ 1.500,00 á 2.500,00


  • Sondador

    O Brasil é hoje dos um países mais respeitados no mundo na indústria do petróleo em razão do grande desempenho tecnológico em exploração em águas profundas, e as várias descobertas de grandes reservas de petróleo e gás. Nesse cenário, proporcionou o crescimento e a valorização de muitas profissões, como é o caso do Sondador. Afinal atualmente, o que mais temos espalhadas em todo o país, são sondas de petróleo e Sondadores, e a cada dia cresce a oferta vagas desse profissional.

    Principais atividades do profissional

    - Montar e operar torres e outras instalações de sondagem e acionar bombas de lama;

    - Controlar a marcha do equipamento de sondagem, para perfurar poços de petróleo e gás;

    - Cimentar paredes ou tubulações de sondagem em poços de petróleo e gás;

    - Submeter a tratamento com ácidos os poços de petróleo e gás;

    - Desempenhar tarefas de apoio em operações de perfuração de poços, trabalhando nas plataformas de sondagem;

    - Manobrar guinchos de sondas, efetuando a descida e a retirada da coluna perfuradora, para executar as operações de perfuração e sondagem;

    - Controlar o desempenho da broca e da coluna de perfuração, durante as operações de sondagem, seguindo os registros de inclinação dos poços e aplicando os parâmetros mais adequados, para manter o avanço do conjunto perfurador e conseguir os resultados almejados;

    - Inspecionar as condições de funcionamento dos equipamentos de segurança do poço, dos instrumentos instalados na sonda e o comportamento dos motores e demais aparelhos, acompanhando o desenvolvimento das operações, para constatar as possíveis irregularidades e tomar as providências necessárias à sua normalização;

    - Registrar os parâmetros utilizados, os detalhes de operações, as manobras realizadas e as ocorrências verificadas em seu turno, empregando formulário apropriado, para possibilitar seu controle;

    - Atentar para a circulação do fluido de perfuração, observando as condições em que se processa, para corrigir possíveis anormalidades e assegurar o fluxo produtivo;

    - Efetuar recolhimento de amostras, atendendo à programação estabelecida, para encaminhá-la à análise; efetuar serviços de desmontagem e montagem dos equipamentos de perfuração e sondagem, orientando e/ou executando as tarefas de assentamento de estruturas, colocação, centralização e nivelamento do guincho, determinando a instalação de cabos, verificando abastecimento de tanques de óleo, água e lama, para assegurar a correta execução do processo;

    - zelar pela economia de materiais, pelo comportamento disciplinar e funcional da equipe, pela limpeza da área de trabalho e pela segurança do pessoal e das operações, orientando e fiscalizando sua equipe, para cumprir os programas de produção.

    Pré-requisitos

    - Ensino médio completo (Desejável: curso técnico);

    - Curso Profissionalizante na área de montagem e operação de torres, instalações, recolhimento de amostras e sondagem de poços de petróleo e gás.

    - CBSP (Salvatagem + Huet para aqueles que vão trabalhar embarcados);

    Onde atuar: Plataformas de petróleo e gás, Onshore e Offshore e Navios de Produção.

    Média Salarial: R$ 4.500,00 á 12.000,00


  • Torrista

    Assim como os plataformistas, bombeiros, sondadores esse profissional também tem uma grande responsabilidade na execução do seu trabalho nas plataformas de petróleo e gás. Conseqüentemente, são profissionais valorizados, pela sua importancia nas atividades de manobra, retirada da coluna de perfuração e no controle de bombas etc.

    Principais atividades do profissional

    - Executar, em plataforma elevada, manobras de descida e retirada da coluna de perfuração nas operações de sonda, acionando motores, lubrificando as partes móveis das bombas de lama e desempenhando outras operações correlatas, para acelerar os trabalhos de sondagem de petróleo;

    - Efetuar a articulação e desarticulação de tubos, executando trabalhos de apoio nas manobras de descida e retirada da coluna perfuradora, a fim de contribuir para o processo de sondagem de petróleo;

    - Acionar e controlar as bombas de lama, lubrificando suas partes móveis, observando a injeção de lama e a pressão do fluído circulante, para possibilitar a retirada da substância mencionada;

    - Vigiar as condições de circulação do fluído de perfuração, observando o retorno e trajeto do mesmo, registrando a viscosidade e a densidade horária, em formulários apropriados, para detectar qualquer variação dos níveis nos tanques de armazenamento, ou vazamentos no circuito;

    - Efetuar o tratamento do fluído de perfuração, de acordo com ordens superiores, fazendo verificações periódicas das características do mesmo e corrigindo-as por adicionamento de produtos químicos, para facilitar o trabalho de sondagem;

    - Manter em condições regulares de funcionamento os instrumentos, ferramentas e equipamentos componentes do sistema de perfuração, substituindo peças, efetuando lubrificações e outras tarefas de manutenção, para assegurar a continuidade do processo produtivo.

    Conhecimento e habilidades

    - Ensino Médio completo (Desejável: Curso técnico);

    - Especialização: Desejável, cursos operacionais específicos na área de petróleo (manobras de perfuração e sondagem);

    - Desejável: Treinamento nas atividades operacionais desenvolvidas.


  • Operador de Radio Offshore

    A profissão de operador de rádio offshore, tem atraído bastante pessoas e está sendo amplamente, propagada pelos cursos de qualificação profissional de petróleo e gás. Homens e mulheres acima de 18 anos, que normalmente fazem o curso, não têm dificuldades para adquirem suas carteira na Agencia Nacional de Telecomunicação ANATEL. Com o crescimento da indústria do petróleo no Brasil, e o maior acesso aos cursos na área, nos últimos anos cresceu substancialmente, o número de profissionais, que hoje têm uma carteira e está apto para exercer a profissão de Operador de Rádio Offshore. Proporcionalmente, cresce também o número de vagas para esses profissionais no mercado, principalmente, para aqueles que agregam em sua formação conhecimento e toda cadeia produtiva de petróleo e gás e um curso de inglês. Evidentemente, que há oportunidades para todos mesmo sem inglês, mas falar outro idioma é sempre um bom diferencial competitivo em termos profissionais e salariais.

    Principais atividades do profissional

    O operador, como elemento ativo da comunicação, tem seus deveres bipartidos, ora em relação à própria comunicação-rádio, ora em relação ao equipamento rádio que a viabiliza. Deveres em relação à comunicação-rádio

    A esse respeito podem, objetivamente, ser elencados como deveres do operador, os seguintes:

    1) Certificar-se de que a estação está sintonizada no canal adequado;

    2) Pensar no que vai falar ou efetuar a leitura prévia da mensagem a ser ditada, antes de iniciar a comunicação-rádio;

    3) Usar linguagem limpa e clara, sempre em tom moderado e cadenciado; especialmente, quando houver necessidade de registro escrito por parte de quem irá receber a mensagem

    ;

    4) Manter-se atento às chamadas e aos acontecimentos na rede;

    5) Atender, prontamente, às chamadas dirigidas ao prefixo da estação que estiver operando;

    6) Evitar o desperdício de tempo na transmissão de mensagens, especialmente com aquelas demasiada e desnecessariamente longas;

    7) Zelar pela ética.

    Em relação ao equipamento-rádio, deve o operador:

    Zelar por sua integridade, protegendo-o contra os elementos que possam lhe causar dano, como umidade, calor e poeira excessiva, queda; e, ainda, das tentativas não autorizadas de repará-lo;

    Conhecer e aprimorar seus conhecimentos em relação ao correto manuseio de seus controles; bem como ao seu emprego adequado e pleno;

    Comunicar, imediatamente, a quem de direito, a cerca das panes que detectar no equipamento-rádio e/ou no sistema, com vistas a sua depanagem; e, ainda, sobre as interferências percebidas.

    Pré-requisitos

    - Carteira da Anatel;

    - Ensino médio completo;

    - Desejável: Domínio de idioma estrangeiro, preferencialmente Inglês;

    - CBSP (Salvatagem + Huet para aqueles que vão trabalhar embarcados);

    - Conhecimentos em informática.

    Onde atuar: No apoio as plataformas de petróleo e gás, navios e empresas de mergulhos e engenharia marítima.

    Média Salarial: R$ 2.000,00 ( sem inglês ) á 8.00,00 ( com inglês).


  • Taifeiro

    No passado a figura do Taifeiro estava atrelada apenas as forças armadas, mas com o tempo esses profissionais foram aumentando seu campo de atuação e chegaram as embarcações e estão em grande número nas plataformas de petróleo e gás offshore. O Taifeiro, é o profissional que trabalha na preparação e distribuição dos alimentos. Existem vários cargos dentro desta categoria, que vai desde o cozinheiro até a pessoa responsável pela recepção do material comestível e outros insumos de copa e cozinha. Atualmente, o mercado de trabalho para esses profissionais se encontra em grande expansão acompanhando o crescimento da indústria do petróleo dentro e fora do país.

    Principais atividades

    - Organização da Cozinha;

    - Higinenização de Pratos, Talheres e Copos;

    - Preparação dos Alimentos para as Refeições;

    - Limpeza Diéria e Higienização das Dependências Locais;

    - Arrumação de Cama e Tipos de Dobras de Roupas de Cama;

    - Controle, Organização e Distribuição de Rouparia para os Embarcados;

    - Organização do Ambiente de Trabalho;

    - Recepção dos insumos e controle;

    - Faz a distribuição dos alimentos.

    Pré-requisitos

    - Ensino fundamental completo

    - Curso de Taifeiro

    - CBSP (Salvatagem + Huet)

    Onde atuar: No apoio as plataformas de petróleo e gás, navios e empresas de mergulhos e engenharia marítima.

    Média Salarial: R$ 1.200,00 á R$ 1.500,00.


® Copyright 2010 - Rua Constituição, n° 541 - salas: 21/2 - 31/2

Bairro: Vila Mathias - Santos/SP CEP: 11015-473 Telefone: (13) 3223-2414